Buscar
  • Opinião com Assinatura

Rugido Verde 05/07/2020 - Com (des)respeito às quotas em saldos



O Sporting Clube de Portugal, sustentando-se na renumeração ordinária dos números de

sócio, lançou uma campanha para que muitos associados, com quotas em atraso,

regularizassem a sua situação.

Até aqui tudo bem.

Vamos lá analisar a estratégia.



O clube oferece a manutenção da antiguidade, para sócios que queiram regularizar o

pagamento de quotas.

É sempre uma boa medida, seja em que altura for.

Até aqui também tudo bem.

O sócio que pague as quotas em atraso, mantém a categoria que tinha.

Parece-me normal e justo.

Até aqui continua tudo bem.

Por último, o clube oferece aos sócios em falta descontos superiores a 50%, sobre o valor

de quotas em atraso.

O quê?

Então um sócio que tenha cumprido sempre com os seus deveres estatutários, é

penalizado monetariamente versus um sócio que não cumpriu com os seus deveres?



Qual a justiça e igualdade aqui?

Que maravilha!

Mais.

Para aqueles sócios que são contra a aplicação da proporção 1 sócio 1 voto, devem estar

extremamente satisfeitos em saber que um sócio de categoria A poderá ter pago menos

de metade do valor das quotas, nos últimos 5 anos (estamos a falar de um valor que pode

ascender a 400 euros ou mais, de diferença) e mesmo assim garantir os mesmos

direitos que sócios que sempre cumpriram escrupulosamente com os seus deveres.



Contrariamente ao existente provérbio “o crime não compensa”, e fazendo uma analogia

inversa, Frederico Varandas e restante Conselho Diretivo lançaram um novo e leonino

provérbio:

“Não cumprir com os deveres compensa”.


Autor: GreenFly

Rugido Verde

05/07/2020



337 visualizações10 comentários
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now