Buscar
  • Opinião com Assinatura

Sporting Popular 31/05/2020 - Sporting volta a ser Campeão Nacional de Hóquei em Patins 30 anos...


Sporting volta a ser Campeão Nacional de Hóquei em Patins 30 anos depois




#projecto2013_2018

Parceria: https://www.brunodecarvalho.com

Nesta parceria, o @SCPPopular pretende revisitar em vídeo, os títulos e momentos marcantes do projecto do Sporting de 2013-2018.

No fundo, fazer aquilo que a SportingTV censura e deixou de fazer...


Imagem: SportingTV

Música: "End Game" de Per Kiilstofte

https://machinimasound.com/music/end-game

Edição: SCPPopular (https://twitter.com/SCPPopular ; https://www.facebook.com/scppopular ; https://www.youtube.com/SportingPopular)


"Sporting volta a ser campeão de hóquei em patins 30 anos depois


O Sporting sagrou-se sábado, 30 anos depois da última conquista, campeão português de hóquei em patins, ao vencer o FC Porto, por 4-3, em jogo da 25.ª e penúltima jornada do campeonato nacional.

Caio (05 minutos), Pedro Gil (38 e 47) e Ferran Font (43), de livre direto, marcaram para o conjunto ‘leonino’, enquanto Hélder Nunes (22), Gonçalo Alves (46) e Rafa (50) encurtaram as distâncias para os até aqui campeões, que ainda não tinha perdido nenhum dos jogos da corrente época realizados entre ambos.


Separados apenas por um ponto à partida para o derradeiro encontro e com o Benfica praticamente arredado do título, no terceiro lugar, os ‘leões’ tinham a possibilidade de se consagrarem campeões pela oitava vez, após o regresso da modalidade ao clube na temporada de 2014/15.


Perante um Pavilhão João Rocha muito bem composto e com o presidente Bruno de Carvalho nas bancadas, foi a equipa de Paulo Freitas a assumir a jogo e sempre muita certa no capítulo das marcações individuais, obrigando os ‘dragões’ a apostarem no recurso da meia distância, aquela que é considerada a melhor ‘arma’ do FC Porto.


Contudo, e como tem sido recorrente ao longo de toda a temporada, o guardião ‘leonino’ Ângelo Girão mostrou-se intransponível e uma autêntica parede, face aos remates de Hélder Nunes e Reinaldo Garcia.


O domínio inicial acabou mesmo por dar resultado na baliza de Carles Grau, ao não conseguir parar o ‘míssil’ de Ricardo Oliveira, depois de ter desequilibrado por completo a defesa ‘azul e branca’.


O FC Porto não se deixou abalar, arriscou nas penetrações e a três minutos do descanso repôs a igualdade, num lance de ressalto, em que a bola sobrou para Hélder Nunes ‘fuzilar’ Girão pela primeira vez.


A segunda parte acabou por ficar mais partida, com os jogadores a serem mais individualistas e apostarem constantemente em remates de longe e em transições rápidas, muito por culpa das perdas de bola de lado a lado.


Os duelos foram vários nos segundos 25 minutos, mas a falta de Toni Pérez sobre Jorge Silva deu ao FC Porto a oportunidade passar a frente do marcador, ao dispor de um livre direto. Hélder Nunes desperdiçou e Pedro Gil deu uma lição de como rematar de meia distância com eficácia, colocando os ‘leões’ de novo na frente e mais parte do título.


Cabestany ia incentivando os seus jogadores, porém o livre direto convertido por Ferran Font e novo golo de Pedro Gil deixaram os ‘dragões’ desolados e com menos capacidades para adiar a discussão do campeonato para a última jornada.


Os tentos de Gonçalo Alves e Rafa foram o melhor que o FC Porto conseguiu, mas apenas quando estava por baixo do resultado.


Jogo no Pavilhão João Rocha, em Lisboa.


Sporting – FC Porto, 4-3.


Ao intervalo: 1-1.


Marcadores:


1-0, Caio, 05 minutos.


1-1, Hélder Nunes, 22.


2-1, Pedro Gil, 38.


3-1, Ferran Font, 43 (livre direto)


3-2, Gonçalo Alves, 46


4-2, Pedro Gil, 47


4-3, José Costa, 50


Sob a arbitragem de José Pinto e Rui Torres, as equipas alinharam:


- Sporting: Ângelo Girão, Ferran Font, Caio, Matias Platero e Toni Pérez. Jogaram ainda Henrique Magalhães, Pedro Gil, João Pinto e Vítor Hugo.


Treinador: Paulo Freitas.


- FC Porto: Carles Grau, Gonçalo Alves, Hélder Nunes, Reinaldo Garcia e José Costa. Jogaram ainda Jorge Silva, Antoni Baliu e Telmo Pinto.


Treinador: Guillem Cabestany.


Assistência: 2.523 espetadores"


Lusa



Sporting Popular

31/05/2020


0 visualização
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now