Buscar
  • Opinião com Assinatura

SPORTING CLUBE DE PORTUGAL vs Campo Grande Football Clube - Parceria Rugido Verde



O Sporting Clube de Portugal tem as suas origens na fundação do Belas Football Clube em 1902 por iniciativa de dois irmãos, Francisco e José Horta Gavazzo. Dois anos depois, tendo o Belas Football Clube sofrido várias divergências internas, alguns dos seus sócios fundadores criaram o Campo Grande Football Clube, onde José Alvalade era o tesoureiro e Francisco Horta Gavazzo o secretário. Apesar do nome, esta associação dedicava-se às modalidades de futebol, ténis, corridas e saltos, mas também festas, bailes e piqueniques, o que gerou conflitos com alguns membros que entendiam que a prática desportiva deveria ser a sua principal vocação.


Em 13 de Abril de 1906, durante uma Assembleia Geral, as opiniões divergentes quanto ao objetivo da instituição levaram à saída de cinco membros. Um deles, José Alvalade manifestou imediatamente a intenção de formar um novo clube recorrendo à ajuda financeira do seu avô, o Dr. Alfredo Augusto das Neves Holtreman, 1.º Visconde de Alvalade, que tutelou a criação do novo clube e disponibilizou os terrenos para o campo de jogos na sua própria quinta.


Durante o período de fundação, José Alvalade tinha o desejo de transformar o Sporting num “grande clube, tão grande como os maiores da Europa”. Guiados pela aspiração de abrir caminho para o desporto em Portugal, os primeiros “Sportinguistas” fundaram o Sporting Clube de Portugal, perseguindo os ideais de “Esforço, Dedicação, Devoção e Glória”.


Depois desta breve lembrança histórica que muitos de vós já conhecem, outros nem tanto, o Sporting Clube de Portugal (a partir de agora mencionado como SCP) de clube elitista tornou-se num clube de cariz popular, agregando todos os estratos sociais, raças, credos, honrando os desejos e os ideais de José Alvalade. Tornando-se ao longo dos tempos na maior potência desportiva nacional e das três maiores a nível internacional.


As equipas e atletas do Sporting ganharam nove (9) medalhas olímpicas (duas de ouro, seis de prata e uma de bronze). Foram conquistadas 35 taças europeias em sete modalidades distintas, bem como diversos títulos nacionais e distritais. Também no futebol o Sporting foi campeão nacional da Liga Portuguesa por 23 vezes (apesar de nos terem “roubado” 4 ou até mais), ganhou também 17 Taças de Portugal, 4 Campeonatos de Portugal (os tais que nos querem sonegar), 8 Supertaças, 3 Taças da Liga e 1 Taça Império (total de 50 títulos nacionais), a que acrescem 19 Campeonatos de Lisboa.


Internacionalmente, o Sporting venceu a Taça dos Vencedores de Taças 1963–64, caso único no panorama desportivo português ,vice-campeão da Taça UEFA 2004–05, Taça Ibérica 2000 e a Intertoto Cup 1968.


E onde entra o Campo Grande Football Clube (CGFC), perguntam vocês? Bem, ao longo de algumas décadas a conspirar nas sombras e detestando que o SCP fosse um clube popular e não elitista, o CGFC vingou-se da saída de José Alvalade e os restantes sócios que de lá saíram para fundar o SCP, tomando de assalto o clube em 1995 através de Pedro Santana Lopes, uma marioneta do grande guru José (c)Roquette (fundador da era escroquette em 1996).


Fundando a SAD e outras empresas, desmembrando por completo a unidade SCP dos sócios e para os sócios. Tornando um clube desportivo de utilidade pública, numa série de empresas, com a SAD a ficar com o futebol. Era o início da vingança do CGFC, ironicamente, por um descendente dos fundadores do SCP.



Para eles só o futebol interessa, croquetes, vinho, queijo e champanhe e jantaradas com sócios selecionados, só não sei se metia bailaricos. Durante anos não houve eleições, mas cooptações, mas sempre na linhagem escroquettiana. Os sócios deviam comer, pagar e calar, sem poderem interferir nos destinos do SCP, porque estavam enfeitiçados pelo guru e seus discípulos. De 1996 a 2013, foram anos de desinteresse, amorfismo, sonolência e sobretudo vergonha de rugir bem alto, EU SOU DO SPORTING, a chamada militância.


Em 2013 e após mais uma desastrosa direção, com a menina dos olhos dos escroquettes em 13º lugar, a direção caiu, deixando o SCP moribundo, à beira da morte desportiva e financeiramente, sem água, nem comida, com um PER já combinado com os bancos credores e com o responsável pelas finanças, NG, durante demasiados anos a dizer: “O SCP não tem salvação”.


Graças a Deus estava enganado, pois surgiu alguém da massa associativa do SCP a fazer frente ao CGFC e ganhou as eleições em 2013 (já tinha ganho em 2011, no célebre churrasquinho) e não só a salvar a vida do clube, mas a torná-lo rentável financeiramente no clube e na SAD e desportivamente a disputar títulos em todas as modalidades do clube. Como gerir não é para todos, é só para quem sabe, ia aumentando as modalidades à medida que o número de sócios também aumentava.


Só para os mais distraídos, o basquetebol estava previsto arrancar quando o SCP atingisse os 200.000 sócios, já tínhamos na altura mais de 180.000. Até ao fim do mandato tenho quase a certeza que iria arrancar. Com o mesmo modelo do voleibol, futebol feminino, hóquei em patins e as 55 modalidades que tínhamos, PARA SERMOS CAMPEÕES DESDE O PRIMEIRO ANO. E no outro, outro, outro, outro.


OBRIGADO BRUNO DE CARVALHO PELOS CINCO MARAVILHOSOS ANOS QUE ME/NOS DESTE E POR TERES ACORDADO O LEÃO ADORMECIDO EM MIM. Tínhamos o SCP unido, como nunca o tinha visto, os estádios cheios e pavilhões cheios pela ONDA VERDE. Mas isso era mau para as elites do CGFC, que queriam novamente o clube só para eles e deu-se a GOLPADA PERFEITA e muitos dos que estavam, supostamente, do lado de uma direção extraordinária, passaram para o CGFC, onde só o futebol interessa.


Mesmo que o SCP a nível financeiro esteja pior que em 2013, que seja uma ditadura, sem dar voz aos verdadeiros donos do clube, OS SÓCIOS. Não há Assembleias Gerais há um ano e meio. Mesmo que se acabem com modalidades (ciclismo, canoagem, projeto olímpico comprometido) e enfraquecendo as outras campeãs, para reforçar a modalidade lançada por eles e metida à pressão (sem € da quotização), o basquetebol (que neste domingo, na final marcou 68 pontos!!! E perdeu, claro).


Mesmo que tenham criado uma dívida de 19 Milhões de € do clube à SAD. Mesmo que se paguem milhões a empresários.


EU SOU DO SPORTING E QUERO SER CAMPEÃO EM TUDO, INCLUINDO O FUTEBOL, MAS NÃO QUERO HIPOTECAR O PRESENTE E O FUTURO DO SCP, SÓ PORQUE A EQUIPA DE FUTEBOL VAI EM 1º NO FIM DA PRIMEIRA VOLTA!


E TU? ÉS DO SPORTING CLUBE DE PORTUGAL ou do CGFC? ÉS DO SPORTING CLUBE DE PORTUGAL OU DA SPORTING SAD?


Estes Órgãos Sociais têm que sair do Sporting Clube de Portugal o mais rapidamente possível, pois cada dia que passa, é menos um dia que temos para salvar O NOSSO GRANDE AMOR.


EU ESTOU DO LADO DA VERDADE E DA JUSTIÇA. ENQUANTO ELA NÃO FOR REPOSTA, SEREI SEMPRE MAIS UMA VOZ CONTRA ESTA CORJA QUE NOS “DIRIGE”. OS VALORES E A MILITÂNCIA NÃO SE COMPRAM E PARA MIM SÃO INEGOCIÁVEIS.


ESFORÇO, DEDICAÇÃO, DEVOÇÃO E GLÓRIA! EIS O SPORTING! ESTE É O MEU LEMA, QUAL É O TEU?


VIVA O SPORTING, SEMPRE, CONTRA TUDO E CONTRA TODOS. A LUTA DURARÁ O TEMPO QUE FOR PRECISO, PARA PODERMOS DIZER O QUE O PRESIDENTE BRUNO DE CARVALHO DISSE: “O SPORTING É NOSSO OUTRA VEZ”.


A PANDEMIA ACABARÁ E O VOSSO TEMPO TAMBÉM. SÃO A PIOR DIREÇÃO DE SEMPRE DO SPORTING. VAMOS VACINAS, PRECISAMOS DE VOCÊS!



Texto escrito em parceria com www.brunodecarvalho.com

Autor: Leonis Tsavo

14/02/2021



197 visualizações5 comentários

Posts recentes

Ver tudo