Buscar
  • Opinião com Assinatura

Rugido Verde 17/08/2020 - O I-Voting do desespero



Vou começar por dizer que, como Sportinguista, gostaria de iniciar este artigo a elogiar a atual Direção mas não o consigo fazer, pois esta Direção de Frederico Varandas já atingiu todos os limites da mediocridade, da incompetência, da ilegalidade e da falta de respeito para com os sócios. Neste sentido acabaram-se as contemplações para com eles, já chega de prejudicarem o clube, a rua é a única solução!


Como todos sabemos, está nos estatutos do clube que no Sporting os Órgãos Sociais, todos os anos em junho, têm a obrigatoriedade e o dever de cumprir o que está regulamentado, e nesse sentido teria de ter havido uma Assembleia Geral para aprovar o orçamento. Sim é verdade que estamos em plena pandemia de Covid-19 mas isso não pode servir como desculpa, mas porque razão já têm programada uma assembleia geral para o I-voting deixando para trás a Assembleia Geral de aprovação do orçamento que já deveria ter sido efetuada? Qual o medo de mostrar as contas? O que estão a esconder?


Já agora, e relativamente a contas desta Direção gostaria de realçar pela negativa a entrevista encenada de Frederico Varandas ao Record, jornal oficial da propaganda desta Direção. Numa clara tentativa de se desculpabilizar por causa do Covid-19 e das vergonhosas dívidas ao Braga por Rúben Amorim, ao ex-treinador Sinisa Mihajlovic, e também a Eduardo ex jogador do Belenenses-SAD, Varandas mentiu descaradamente aos sócios do clube, ao dizer que Atlético de Madrid e Valência ainda devem ao Sporting fruto das transferências de Gelson Martins e Thierry Correia respetivamente, quando na verdade e num trabalho fantástico de investigação do Mister do Café afinal é o Sporting que ainda deve ao Atlético de Madrid cerca de três milhões de euros.


Esta Direção tudo tem feito para afastar os sócios e adeptos do Sporting desde o início do seu mandato. A tentativa de implementar o I-voting será porventura com toda a certeza uma tentativa desta gente que se acha dona do clube de se perpetuar no poder. Contudo não demonstram o mínimo de respeito pelos sócios e pelos estatutos ao não terem ainda efetuado a tal assembleia geral para aprovação do orçamento. É notório que será uma cartada decisiva desta Direção a implementação desse tal I-voting, porque esta será a única forma de tentarem mostrar algum serviço, porque já mais nada têm para nos mostrar a não ser incompetência e mentira.



Por outro lado será uma forma de se perpetuarem no poder caso que o I-voting venha a ser aprovado sobretudo com o já anunciado parceiro. Se tivermos em conta que o clube ainda é dos sócios, é lamentável que esta Direção mostre consecutivamente não querer diálogo com os seus associados e adeptos. Acho que são elucidativas as suas pretensões com esta permanente recusa de diálogo. Isso e a forma sorrateira como andam a pressionar os núcleos, na tentativa de os condicionar. Inclusivamente até já terão feito ameaças a alguns dirigentes dos respetivos núcleos com o intuito de lhe retirar regalias se por ventura não se pronunciarem a favor do I-voting ou se protestarem contra eles.


Devo dizer que sou a favor de tudo o que sejam novas tecnologias desde que sejam feitas de forma séria, honesta, transparente e por pessoas especializadas na matéria e que tenham como objetivo melhorar e inovar. Confesso que até seria capaz de aprovar este método se fossem garantidas todas as condições de segurança e independência para que não haja batota, mas sempre com diferentes pessoas e não estas que estão atualmente no Sporting. Aprovar este método com esta gente que só tem demonstrado incompetência e que são mestres na mentira e na manipulação e ao mesmo serem eles os controladores do sistema será um completo suicídio para o Sporting!


Está provado que o I-voting não serve pelo motivo de não ser um processo seguro, e que pode ser manipulável por qualquer pessoa, e muito menos seguro se torna com os atuais dirigentes no controlo, eles já não merecem que os sócios lhes dêem mais qualquer voto de confiança e de oportunidade e nesse sentido digo não ao I-voting. O I-voting apenas é utilizado na Estónia mas com bastante polémica, foi já tentado na Suíça há vários anos e abandonado por ter corrido mal. Mas ainda assim há uma tentativa de o implementar por parte desta Direção.



Acredito sinceramente que o objetivo desta Direção não tem muito a ver com a possibilidade desta nova tecnologia ser eficiente, mais prática e abrangente, porque na verdade desde o primeiro dia nunca tiveram preocupação com os sócios. A implementação do I-voting por esta Direção só pode ser vista como uma ponte para a perpetuação no poder e para a venda da SAD, que foi desde o golpe o seu principal objetivo.


Se por outro lado fizermos um exercício de raciocínio tendo em conta aquilo que tem sido as temáticas desta Direção, facilmente chegamos à conclusão que estão numa situação de desespero e a implementação do I-voting será a ultima cartada antes daquilo que parece mais evidente: a sua queda, quer seja por destituição ou por queda forçada pelos maus resultados. Será que conseguirão acabar o seu mandato? Não quero acreditar nessa possibilidade, nenhum verdadeiro Sportinguista no seu perfeito juízo espera que esta Direção possa e deva cumprir o seu mandato.


O futuro do Sporting como clube ainda está nas mãos dos seus sócios, eles são a força do clube e nunca o poder pode ser implementado à força só porque há pessoas no clube que se acham os donos dele. É óbvio que esta casta de notáveis que andam há dezenas de anos a minar e a impedir o crescimento do Sporting tudo farão, direi mesmo tudo, para que este sistema venha a ser aprovado e neste sentido esta nova forma de votação seria a queda do Sporting como clube e o inicio do desejo dos golpistas!


Depois de termos chegado ao fim da pior época de sempre em termos desportivos e financeiros, estou agora convencido que finalmente os sócios e adeptos do Sporting, e face ao estado em que se encontra o clube, e perante esta catástrofe a todos os níveis acho que acordaram para a realidade. Isto é uma avaliação que faço pelo que vejo nas redes sociais. Acredito que muitos sportinguistas ainda têm memoria e já se sente nas hostes leoninas uma profunda saudade da ex-Direção liderada por Bruno de Carvalho, por muitas e variadas razões mas também muito por fruto desta casta de notáveis que já demonstrou ao longo de décadas que não têm arcaboiço nem competência para gerir um clube desta grandeza.



Acredito sinceramente que estará muito perto de acabar o pesadelo dos sportinguistas que será o fim desta participação dos notáveis na vida do Sporting para sempre. Tenho dificuldade em compreender e até aceitar que haja ainda alguns sócios do clube que ainda consegue dar alguma credibilidade à casta de croquetes ou notáveis do Sporting, já chega de mediocridade, o fundador do Sporting estará com toda a certeza a dar voltas e voltas no seu túmulo face ao que esta gente tem feito ao clube nos últimos dois anos e antes disso durante mais de uma década e meia.


Contudo, ainda há algumas arestas para limar e nesse contexto há com toda a certeza muitos sportinguistas que ainda não acordaram do pesadelo que a comunicação social lhes incutiu durante estes dois anos. Nesse sentido há a necessidade de todos nós continuarmos a nossa tentativa de os acordar por forma a alertá-los para os perigos desta Direção. Temos de continuar vigilantes na defesa do nosso clube, já que a comunicação social não dá qualquer voz aos que contestam a Direção.


Já todos sabemos que o senhor Rogério Alves é um expert em todos os aspetos da vida dos portugueses, já que é convidado das televisões para falar sobre tudo e mais alguma coisa do que se passa na sociedade portuguesa. Não se compreende que este senhor, como presidente da MAG, tenha um papel principal e de incentivador da implementação do I-Voting, quando o seu papel deve ser o de fiscalizar tudo o que a Direção possa fazer mas quando nem sequer cumpre os estatutos e não respeita os sócios. Ao senhor Rogério Alves tudo é aceite pela comunicação social e até para muitos adeptos do Sporting isso é válido, ao contrário do que fizeram relativamente ao presidente Bruno de Carvalho, Rogério Alves não é da Direção do Sporting, e em termos éticos como vai ele fiscalizar um sistema que ele próprio ajudou a planificar?



Está na hora do senhor Rogério Alves dar voz aos sócios, está na hora do senhor Rogério Alves deixar o Sporting de uma vez por todas e ter a consciência que está diretamente ligado às piores Direções que passaram pelo Sporting com resultados desportivos e financeiros desastrosos. Acredito que terá estado no Sporting com as melhores das intenções, mas não serve os interesses do clube por razões mais que óbvias, que se dedique à advocacia, na qual dizem que é um dos melhores de Portugal mas como presidente da MAG do Sporting deixa muito a desejar. Digam não ao I-voting, digam não aos notáveis, digam sim ao Sporting Clube de Portugal!!!


Autor: LCustodio



Rugido Verde

17/08/2020


353 visualizações12 comentários
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now