Buscar

Rémulo Marques 20/04/2020 - Quo vadis Aves?


«Foi ontem publicado no Facebook um ficheiro de som de duas chamadas telefónicas alegadamente realizadas por Estrela Costa, diretora da SAD do Aves. Na primeira chamada, a alegada protagonista faz várias acusações dirigindo-se a um "Nick" – alcunha pela qual é conhecido Wei Zhao, dono da SAD - e o que é dito pelo destinatário não consta da gravação; na segunda percebe-se a conversa entre a protagonista e um indivíduo que fará ligação entre o clube e a SAD. "Vou ligar ao presidente do Chaves, vou contar tudo o que sei"; "fizeste-me roubar o meu treinador"; "agora estás aí com as tuas vigarices"; "três jogos que tu vendeste, que tu apostaste, que fizeste a minha equipa perder"; "cala-te ou vais para a cadeia amanhã! Desces de divisão na hora que eu quiser", são algumas das afirmações percetíveis, alegadamente proferidas por Estrela Costa. O nosso jornal procurou confrontar tanto Estrela Costa como Wei Zhao, por via telefónica, com o tema, mas ambos se mantiveram incontactáveis.» O texto acima é uma partilha integral do texto publicado hoje, 20 de Abril, na edição online do Jornal Record, e serve, essencialmente, para enquadrar o que a seguir vou dizer e, também, para dar a conhecer o assunto a quem porventura não tenha tomado conhecimento de mais esta escandaleira do nosso futebol. Vou ser, como tento que seja sempre meu apanágio, curto e grosso e o mais directo possível quanto a este "assunto": Apure-se, até às últimas consequências, a veracidade destas chamadas e se forem confirmadas como reais e verdadeiras, investigue-se no sentido de se produzir prova suficiente para, de uma vez por todas, sem apelo nem agravo, afastar gentalha desta do nosso futebol; Se, na inversa, vier a comprovar-se que estes áudios foram manipulados, ou que são omissos, truncados, o que quiserem, com o objectivo de denegrir alguém (e consequentemente de "safar" a pele a outrem), então apure-se quem o fez, porquê e quando e, obviamente, que também neste caso seja dado o devido enquadramento criminal; Infelizmente, o Desportivo das Aves, que durante décadas foi a imagem da boa governança, do bom dirigismo, de um historial de gente da terra que com muito trabalho e sacrifício fez, paulatinamente, crescer o clube como um todo, tem vindo a ser sucessivamente notícia pelos maus motivos, e quase todos ligados à gestão da SAD pela equipa do tal senhor Nick e muitas vezes envolvendo também Estrela Costa, directora da referida sociedade. Ele e ela são salários em atraso, ele e ela são notícias de directoras que "simulam" demissões da SAD, ele e ela é processos disciplinares a jogadores por dizerem a verdade, ele e ela é acusações de aliciamento a jogadores para assinarem documentos que não querem, ele e ela é acusações de pagamentos por MBWay (?!) aos jogadores em troca de assinaturas de documentos... Sim, tudo entretanto desmentido, claro está, prontamente, pelo menos por "Ela", Estrela Costa. A mesma Directora que agora surge num áudio a acusar o dono da SAD, seu patrão no fundo, de corrupção, jogos combinados, e mais um não sei quanto rol de coisas que até arrepiam só de ouvir. Com tudo isto, mancha-se a imagem de um clube, levantam-se questões sobre o quanto pode ter sido prejudicada a carreira de um treinador (Augusto Inácio) com eventuais negócios de bastidores, arrasta-se o futebol português para o lodo... mas segue o baile. Mantenho o que já disse. É verdade? Actue-se em conformidade. É mentira? Estão à espera de quê para desmentir categoricamente, e tudo fazer para apresentar provas de tal cabala tão bem engendrada? Evidentemente causa estranheza que no referido áudio apenas a conversa final entre, alegadamente, Estrela Costa e um advogado (ou pelo menos um Dr.) sejam audíveis os dois lados da conversação, e que na parte mais lamacenta e nojenta do áudio, apenas se ouçam as acusações, choros, gritos e impropérios da senhora. É por isso que é preciso actuar. Rapidamente. A velha filosofia, tantas vezes seguida no nosso futebol, de meter a cabeça na areia e esperar que passe, pelo menos até rebentar outra polémica qualquer, já foi chão que deu uvas. É muito bonito ter equipas de trabalho que nos elaboram discursos pomposos e cheios de metáforas e alegorias ao fair-play, à regulamentação e ao escrutínio. Mais difícil é realmente fazer alguma coisa perante uma situação destas (e tantas outras do género, ou será mesmo preciso falar da SAD do CD Fátima que teve mais de 40 jogadores inscritos, cinco treinadores e quatro directores desportivos?). Uma coisa eu sei. Este não é o Aves que eu conheci. Este não é, sequer, o Aves. Tenho a sorte e o privilégio de lá ter muitos amigos, avenses de alma, sangue e coração, e ninguém se revê nisto. Porque "isto" não é o Aves. Nunca será o Aves. Isto não é, de certeza, o futebol português que queremos. E, infelizmente, há mais disto do que daquilo que deveria existir. Há muitos eles e muitas elas por aí. Como muitas vezes ouvimos na RFM... "Vale a pena pensar Nisto"!


Rémulo Marques

20/04/2020



2,414 visualizações8 comentários
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now