Buscar
  • Opinião com Assinatura

Paulo Afonso Ramos 24/11/2020 - O TEMPO ACABA POR DIZER-NOS TUDO



Ver o SCP na televisão, na impossibilidade de o ver ao vivo, é sempre muito cativante e transforma os nossos dias!

Ver o SPORTING CP vencer é sempre uma alegria indiscritível. Vê-lo ganhar por 7-1, seja a quem for, aguça-nos a memória e mostra-nos o melhor sorriso que, para muitos, provoca azia e é visto como ironia. Diria eu que é a ironia do Karma.


Mas, e há sempre um ou mais “mas…”, nem tudo é perfeito e ontem assim voltou a acontecer, explico-vos porquê:


1. Foi difícil ouvir os comentários de constante valorização do esforço dos jogadores do Sacavenense, não que não possam ser referidos, mas, usar e abusar das mesmas frases satura qualquer telespectador mais atento.

2. Como foi difícil ouvir a desvalorização da atitude e entrega da equipa do SCP perante um adversário sem hipóteses e de outro escalão [com outras infraestruturas ou “paredes”].

3. Como nunca é justa a falta de relevância opinativa dos ditos quando se trata de jogadores do SPORTING CP e basta recuar uns tempos para vermos o que disseram e publicaram quando apareceu Gonçalo Ramos se compararmos com Pedro Marques que fez 2 golos em pouco tempo de jogo percebe-se a enorme diferença.


Depois não é de estranhar que os isentos da televisão portuguesa tenham um passado ligado ao rival ou que saiam dos canais para assumirem o projecto do clube A ou B. É a isenção que temos e que afasta os telespectadores mais conscientes e atentos que se saturam com esta dualidade absurda, exagerada e destemida da maioria dos Órgãos de Comunicação Social.


A verdade é que a todo o custo não podem deixar um SPORTING CP crescer, ganhar espaço e impor-se no campeonato português e há imensos episódios que provam essa realidade, desde as arbitragens, passando pela estrutura federativa – Conselho de Disciplina da F.P.P. ou o tal Piriquito – o V.A.R., os “Mind Games” dos comentadores isentos, os LEX Juízes, Emails, e-Toupeira ou mesmo a velha Arca de Noé dos Vouchers… E o pior é que até os próprios Sportinguistas colaboraram nesta desfaçatez de prejudicar o Clube, muitas vezes, por ego, posição social ou por uns trocos, ou não, na conta bancária. Uma tristeza desmedida!


Aos poucos vão matando a paixão pelo desporto e pelo futebol, em especial, sem que com isso impeça este grande amor único e incomparável pelo SPORTING CP. Isso é que nunca ninguém conseguirá destruir!


Voltando ao jogo de ontem, sem nunca esquecer o essencial, foi uma vitória saborosa [acho que vai para o rival], com muitos jovens com imensa qualidade – acompanhei o Pedro Marques na formação e sempre foi assim, felino, lutador e com muito golo – o que se enquadra nesta equipa de Rúben Amorim.

Daniel Bragança também sempre fez a diferença na formação porque é realmente um grandíssimo jogador que não engana quem gosta e percebe de futebol, mas, em comum com muitos outros do SCP, [Nuno Mendes como expoente máximo]não têm uma imprensa favorável que promove constantemente e vamos sempre bater na mesma porta onde moram os empresários de futebol sobre os quais não quero falar!


Por aqui me fico, à espera que muitas mentes leoninas despertem para o que acontece, terminando com uma constatação: Estes jovens prodígios já estão no SPORTING CP há alguns anos, por isso, aquela “cena” da formação perdida e recuperada foi a falácia mais evidente e que ninguém ou quase ninguém com palco ousou desconstruir. Porquê? O tempo acaba por dizer-nos TUDO!


SAUDAÇÕES LEONINAS



Paulo Afonso Ramos

24/11/2020


336 visualizações5 comentários

Posts recentes

Ver tudo