Buscar

Paulo Afonso Ramos 14/04/2020 - Uma estória para a história



Há estórias que com o tempo tornam-se parte da história, muitas vezes, como esta, do lado silencioso da vida. Estávamos no meio do ano de 2018, mais concretamente na véspera da famosa AG23JUN e estava na SPORTINGTV quando aconteceram alguns episódios pouco ou nada habituais na minha vida. Primeiro, em directo, no Boa Tarde Sporting, vi o meu comentário sobre a actualidade desportiva e sobre o SCP, abruptamente reduzido, o que compreendo porque estava a fazer um género de “campanha” de sensibilização em defesa da Direcção do Clube.

Depois, mais tarde, e esta é uma estória que ficará para a (minha) história, recebi via Messenger uma mensagem com o resultado da votação do dia seguinte, o que achei absurdo, além de considerar uma brincadeira de mau gosto. Não dei importância, primeiro por não ser expectável (além do mais com uma clara vantagem da destituição) e depois por parecer-me ser de um perfil falso (algo que ainda há em abundância) e também porque estava muito convicto que seria um desafio difícil mas ultrapassável. O que que aconteceu todos sabemos. Naquele dia de 23 de junho de 2018 estive mais de 12 horas consecutivas no Altice Arena, como outras pessoas estiveram, acompanhando até ao último minuto aquele surpreendente desfecho. Já madrugada, após a saída do recinto, outros episódios haveriam de surgir e que agora não cabem aqui. Para completar a estória importa dizer que fui desaparecendo do Canal do Clube até tornar-se definitivo (não por vontade própria) e que a minha página no Facebook em que falava sobre o SCP foi, através do meu perfil pessoal, apagada. E que cada vez que a tentava recuperar ou criar um novo perfil pessoal não tinha sucesso, porque, cada novo perfil, bastava ter a minha foto ou o meu nome, durava entre duas horas e dia e meio. Creio que houve um perfil que conseguiu a proeza de durar dois dias... Distraíram-se. Estranho e igualmente surpreendente! E nada fez mudar a minha convicção, a liberdade de ter pensamento próprio e ainda veio aumentar a minha sede de Justiça. Eu confesso que sou daqueles que acreditam que, mais tarde ou mais cedo, a Justiça prevalece. Demora mas aparece!


Fica o registo simples desta inesperada estória para memória futura. Continuo a acreditar que, um dia, toda esta “coisa” da destituição e afins, serão alvo de um profundo estudo científico. Merece ser estudado sobre várias perspectivas e enquadramentos. Entretanto a vida continua e estarei sempre grato pela oportunidade que tive de servir, gratuitamente, o meu grande amor SPORTING CP e por ter-me cruzado e conhecido grandes Sportinguistas. Saudações Leoninas Paulo Afonso Ramos 14/04/2020




859 visualizações10 comentários
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now