Buscar
  • Opinião com Assinatura

Paulo Afonso Ramos 05/05/2020 - CLUBE DE AGENDA CHEIA DE RECOMEÇOS



O SCP tem um historial inigualável de começos e recomeços. Uma agenda cheia de memórias, esperanças e promessas. Está sempre a voltar ao ano zero, a reconstruir e a mudar as pessoas, o que não cria estabilidade, experiência e uma posição vincada, autoritária e credível no panorama desportivo português. Muitos criticam quando escrevo que o SCP já não é um dos grandes da Portugal. E refiro-me ao futebol profissional. É uma cortesia chamá-lo grande, uma hipocrisia e uma conivência interesseira do ponto de vista de negócio, da e para a indústria do futebol, que move milhões distribuídos, na maioria das vezes, para quem nada dá ao futebol. Só retira milhões. O mundo mudou. Há inícios e reinícios com adaptações forçadas. E nós, campeões da escalada zero, habituais nesta matéria, deveríamos estar na liderança da mudança e a mostrar aos outros que este passado surtira efeito positivo para mais um recomeço. Infelizmente não creio que daí advenha qualquer vantagem porque somos ainda mais fortes na autodestruição. Somos imperáveis nesta realidade. À parte disso, esta paragem forçada, espero, ter feito sentido para a mente dos consumidores inconscientes que “bebiam e comiam” tudo que as tvs ofereciam. Os jornais continuaram a fazer manchetes criativas que, muitas vezes, os levaram ao ridículo do nudismo da coerência, salvos pela curta memória dos adeptos do futebol. Já perderam a vergonha há muito tempo. Em tudo isto, permitam-me o desabafo, tenho saudades de uma agenda cheia de comemorações empolgantes no Pavilhão João Rocha e de cantar com emoção a nossa canção ao principiar os jogos. Sinto que dificilmente voltarão tempos de glória e paixão como outrora vivi. A agenda está cheia e nela não cabem estes momentos...



Paulo Afonso Ramos

05/05/2020



0 visualização
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now