top of page
Buscar
  • Foto do escritorOpinião com Assinatura

Marco Freitas 23/04/2020 - Contas à moda da Varanda(s)


Boa tarde Sportinguistas, Na semana finda, num zapping que fazia pelos jornais desportivos on-line, houve uma noticia que cativou a minha atenção. Dizia a mesma - quiçá uma narrativa - o seguinte: ...."A verdade é que desde que assumiu a presidência do Sporting, já lá vai ano e meio, Frederico Varandas já facturou mais de 150 milhões de euros (€155,450 M) com a venda de jogadores. Uma verba significativa que contribuiu decisivamente para um maior equilíbrio financeiro do clube, também para continuar a investir no projecto desportivo, quer seja através da compra de jogadores ou de investimento em infraestruturas." Sou obrigado a colocar as seguintes questões a esta imprensa desportiva "idónea" e isenta". Porque não noticiam que e por exemplo, a Direcção do Sporting CP negociou o Daniel Podence por uns míseros 7 milhões de euros em Setembro de 2019 e em Janeiro deste ano, este mesmo jogador é vendido pelo Olympiacos ao Wolverhampton por, pasme-se, 20 milhões de euros! Isto para não falar no processo contra este mesmo jogador que corria no TAD (o mesmo que julgou Rafael Leão) cujo o valor indemnizatório era de 60 milhões de euros! Porque não noticiam que, o Sporting CP negociou com o Atlético de Madrid o Gelson Martins por €22.500.000 (vinte e dois milhões e quinhentos mil euros), mas deste valor foi deduzido a quantia de €7.500.000 (sete milhões e quinhentos mil euros) por 50% (!) do passe de Luciano Vietto, ficando o Sporting com direito a receber somente €15,000.000 (quinze milhões de euros). Não esquecer ainda que, á data desta transacção o passe do Luciano Vietto estava (e está) avaliado em 6 milhões de euros pelo totalidade do mesmo. Mais, no dia que o Sporting CP vender Luciano Vietto por imagine-se, €10,000.000 (dez milhões de euros) terá que entregar ao Atlético de Madrid, 50% deste valor ou seja, um jogador que nos custou €7.500.000 (sete milhões e quinhentos mil euros), deixará nos cofres de Alvalade €5.000.000 (cinco milhões de euros), isto ainda sem contabilizar custos de intermediação. Que grande negócio! Vou dar de barato nesta minha análise o vergonhoso negócio do Merih Demiral porque a responsabilidade neste caso é do Srº Sousa Cintra e sua Comissão Transitória. O que quero dizer com isto? Não seria mais idóneo se esta mesma imprensa - que só relata narrativas - informassem que, a actual Direcção facturou mais de 150 milhões de euros (€155,450 M) com a venda de jogadores, mas poderia ter facturado muito mais! E já agora, quando dessem este tipo de noticias, fizessem bem o trabalho de casa e informassem que, este mesmo encaixe financeiro foi fruto do trabalho do anterior CA, e respectiva "herança pesada"! Sim porque se formos a analisar quais jogadores que venderam para fazer este encaixe financeiro, NENHUM deles foi contratado pela actual Direcção do Sporting CP! Custa assim tanto fazer noticias honestas e verdadeiras? Custa assim tanto ser imparcial em vez de seguir uma agenda, onde a incompetência é promovida em detrimento da competência? Isto para não falar na imagem negativa que a massa adepta do Sporting fica com este tipo de negócios que são no mínimo estranhos. Por falar em negócios estranhos, deixo aqui a minha opinião sobre o não pagamento da primeira tranche por parte do Sporting CP ao SC Braga relativo ao negocio Rúben Amorim. Prometo que não me irei alongar muito sobre o mesmo até porque, já muito se escreveu sobre o tema (quem foi que disse que o Sporting já não era motivo de chacota??) ficando o nosso clube - infelizmente - com imagem de mau pagador! Ao invés faço uma pequena cronologia dos FACTOS: 05 de Março - Sporting contrata Rúben Amorim por 10 milhões de euros. 06 de Março - Sporting devia pagar a primeira parcela, no valor de cinco milhões de euros. 11 de Março - OMS declara o estado de pandemia. 18 de Março - É declarado o estado de emergência nacional. 15 de Abril - É noticiado em toda a imprensa escrita e falada que, o Sporting não pagou Rúben Amorim. 16 de Abril - Numa entrevista a um canal o responsável (Salgado Zenha) pelo pelouro financeiro do Sporting CP diz e cito; "As pessoas falam do 'caso Amorim' e até de outros, mas uma coisa é certa: estamos a passar por uma situação nunca antes vista... É absolutamente ridículo falarmos de atrasos no pagamento a fornecedores no contexto actual. Ou não se percebe qual é, ou não se sabe gerir uma empresa em condições." Perante a cronologia acima descrita, pergunto. Mas será que a Direcção do nosso clube pensa que os sportinguistas são todos uns ignorantes? Será que a Direcção do Sporting pensa que andamos aqui todos a comer "gelados com a testa"?? Ainda mais chocante foi ver no day after a esta entrevista do director financeiro, os "senhores doutores" - aqueles que só aparecem para defender o indefensável - a elogiar, repito a elogiar a coragem (?) pelo acto de gestão do Exmo Srº Salgado Zenha. Tenham vergonha, e pelo menos uma vez na vida, digam o que de facto devia ser dito! O Sporting não honrou o(s) seu(s) compromisso(s) e isto em termos de imagem para o clube é nefasto!! Fecho esta minha crónica semanal com um tema que foi também muito badalado na passada semana, e que falava sobre os hipotéticos regressos de ex-futebolistas ao Sporting, nomeadamente Adrien, Rúben Semedo, João Mário e, pasme-se Podence!? Ora não seria melhor - na minha modesta opinião - em vez de pensarmos em "regressos" com os custos salariais que daí adviriam, já para não falar sobre a não rentabilidade destes activos, apostar em jogadores mais novos (na crónica de passada semana falei sobre jogadores da nossa formação e com um potencial enormissimo) para depois de estar na nossa montra vendermos e aí começar a equilibrar as contas? Deixo esta questão a merecer comentários da v/parte.

Até para a semana, O Sporting Somos Nós!



Marco Freitas 23/04/2020


655 visualizações5 comentários

Posts recentes

Ver tudo

5 תגובות


Alberto Novais Pereira
Alberto Novais Pereira
23 באפר׳ 2020

Este Sporting não existe!... é tudo surreal

לייק

Carlos Pereira
Carlos Pereira
23 באפר׳ 2020

Com a gestão que está a ser feita a única conclusão que chego é que quiseram destruir o nosso clube. E tratou-se de uma implosão, (feita de dentro para fora), ainda que, já todos nos convencenos, Bruno de Carvalho era um homen a abater, porque estava a incomodar muita gente (importante). Portanto, a partir daqui tudo é possivel acontecer ao nosso clube e têm-no conseguido, cada vez mais piorando a situação. Quando pensamos que não podemos cair mais fundo, eis que aparece logo mais um buraco.

לייק

Jorge Mendes
Jorge Mendes
23 באפר׳ 2020

a pouca vergonha é tanta, que já não tenho adjectivos para classificar esta seita, do advog do diabo.

לייק

Aristides Melo
Aristides Melo
23 באפר׳ 2020

Finalmente, alguém que entende de futebol e rentabilidade desportiva. Obviamente, Adrien, João Mário e os outros referidos pelo sócio Marco Freitas, vêm para o SCP apenas para descansar. Foi nisso que o nosso clube se tornou, uma estância de férias para falhados. Quanto aos jornais desportivos (CM incluído), não merecem o mínimo respeito. O jornalismo desportivo sempre foi e será, o parente pobre do classe e não tem grande utilidade informativa. Vive da especulação, da fábula e da nacional clubite. Gastem o vosso dinheiro em coisas úteis, instrutivas e que merecem atenção, como as publicações regionais da vossa área residencial ou de nascimento.

לייק

Paulo C.
23 באפר׳ 2020

Bom artigo, Marco, parabéns, um prazer de ler.


Apenas dois reparos.


- Podence foram 6,3M e não 7M. A arredondar, o valor é 6M.A Vietto, acrescentando comissões, foram (de cabeça) 7,85M. Importa porque, aqui e ali, tudo somado e subtraído, são muitos milhões de diferença. E nunca a favor do clube, mas alguém os obteve. Foi alertado para isso num artigo no Rugido Verde que incidiu sobre essa temática.


- O segundo e último refere-se a Demiral/Cintra. Há mais do que responsabilidade dele. Existiam contactos que efectuava com uma candidatura, e o próprio circuito do jogador levanta imensas suspeitas. História muito mal contada e que inclui, pasme-se (pelo valor e potencial do jogador) comissão de venda. Cintra era apenas um…


לייק
bottom of page