Buscar
  • Opinião com Assinatura

Marco Freitas 18/06/2020 - Dêem (novamente) Voz aos Sócios?

Há mais de 10 anos, Clint Eastwood e Spike Lee andaram de candeias às avessas. Nas Cartas de Iwo Jima, Clint não mostrava nenhum soldado negro, algo que historicamente, não fazia sentido. 

Ou fazia. Porque nenhum deles ergueu a bandeira no topo da montanha, não significando, porém, que tivesse lutado para lá chegar. Lee lembrou isso e a resposta saiu à Dirty Harry: 

You better shut up!


Esta minha pequena introdução servirá de mote para a minha crónica desta semana, cujo tema será o actual estado (não!) democrático do nosso Sporting, onde a voz dos sócios está a ser silenciada, com movimentações de bastidores cada vez maiores dos ditos notáveis sportinguistas, no sentido de alterar o que está escrito nos estatutos do clube.


Quando temos um PMAG - qual ditador dos tempos modernos do universo leonino - que diz o que já disse em relação aos estatutos, estamos conversados!


E o que dizer das votações que deixaram de ser precedidas de qualquer debate e/ou esclarecimento sobre o que vai a votação, as actas que deixaram de ser lidas nas AG´s seguintes (para quando a leitura da famosa acta da AG do dia 23/06), assim como toda a documentação sobre os temas a debater nas AG´s que deixaram de ser do conhecimento de todos os sócios, já para não falar nas posturas "superiores" que o Sôr Dotôr e seu capacho com o pelouro das finanças tem para connosco sócios de plenos direitos, sempre prontos a arranjar bodes expiatórios para assim justificarem a sua incompetência em gerir os destinos do clube. 



No Sporting atual, democracia, é uma palavra que não existe onde nós sócios somos constantemente limitados nos nossos direitos, onde o nosso poder/direito associativo está transformado num sentido meramente figurado, onde o conceito "Rogerinho" é o que mais ordena, qual voz da razão tomando como exemplo; “não aplico algumas das normas dos Estatutos porque não as considero de bom senso”


Acho até que esta nova democracia leonina devia preocupar seriamente todos os sócios - ou quase todos - Sportinguistas, sob pena de um destes dias, as AG´s, serem tão somente uma feira das vaidades!



Querem um exemplo? Quem não se lembra daquela ideia lançada pelo Exmo. Sr. Dr. Miguel Poiares Maduro, coadjuvado por Samuel de Almeida, ideia essa que consistia em substituir o actual modelo das Assembleias Gerais de Sócios do Sporting, por Assembleias de Delegados. 

Seria - na minha opinião - uma espécie de convites por conveniência ao estilo de câmara dos "representantes" que na prática não seria mais do que, o "regresso" do Conselho Leonino, mas com plenos poderes quiçá para validar ou invalidar as grandes decisões do Clube, e sem a chatice - para estes senhores - que são "estas” Assembleias Gerais.


Já repararam que, depois que esta direção tomou posse não houve uma ÙNICA AG do Sporting CP - fosse ela sobre que matéria fosse - que nunca se realizou dentro do prazo, algo que estatutariamente falando é obrigatório, mas que pelos vistos não incomoda de todo esta Direção, muito menos o PMAG! 

Como uma vez disse o próprio, olhe “agora já está, já está!”


Esquecem-se, no entanto estes cavalheiros que, da mesma que foram lá colocados, sairão de fininho quando menos se esperarem!


Perante o acima escrito, alguém ainda tem dúvidas sobre qual é a opinião deste CD relativamente aos associados do clube!?


Por onde anda aquela verdadeira máxima tantas vezes dita (e que nos enchia de orgulho) pelo anterior CA e do qual cito: "Os sócios são o maior património do clube!"


Espero que o debate de ideias para e sobre o Clube não passe a ser um privilégio de uma minoria elitista, as mesmas que durante largos anos dizimaram o clube não só a nível do seu património, mas também na ambição, no querer ganhar, no querer atingir a glória enquanto clube ENORME que somos.



Para concluir, uma palavra de apreço a Jérémy Mathieu (atleta do Sporting desde 2017) que tem sido um Enorme profissional e não merecia que o Sporting na pessoa do seu treinador, lhe fizessem o que estão a fazer. Ao contrário de outros jogadores, Mathieu teve enorme respeito pela instituição que lhe paga o ordenado, e não rescindiu contrato em 2018, tornando-se até um jogador fulcral nas conquistas da época 18/19.

P:S. Os rendimentos de todos os membros da Direção já foram apresentados? Não se esqueçam que o Srº Drº prometeu que, se fosse eleito, todos os membros da sua Direção iriam apresentar anualmente declarações de rendimento e de património! Um forte abraço a todos! O Sporting Somos Nós!



Marco Freitas

18/06/2020


0 visualização
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now