top of page
Buscar
  • Foto do escritorOpinião com Assinatura

Marco Freitas 10/09/2020 - Sporting Clube de Falcatruas



Na passada segunda-feira por volta das 23h40 a SAD do Sporting em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), deu a conhecer o exercício de 2019/2020, compreendido entre 1 de Julho de 2019 e 30 de Junho de 2020.

Neste, foi anunciado um resultado positivo de €12,5 milhões de euros, e um passivo de €288,7 milhões de euros de euros. Para este resultado muito contribuiu ter estabelecido no período em causa, um volume de negócios recorde de €175,5 milhões de euros, o que representou um aumento de 16% face ao período homólogo, sobretudo suportado pelo aumento das receitas decorrentes da venda de direitos desportivos de jogadores, destacando-se os nomes de Raphinha, Thierry Correia, Bas Dost e Bruno Fernandes.

Contabilisticamente falando, relembro ainda que, os jogadores da formação não contam para o activo.


Perante os dados acima, a imagem que transparece para a opinião publica (e a imagem que interessa passar por esta direcção) é que, apesar de ter sido um ano atípico a “coisa” até que não correu mal.

Mas como disse acima, isto é o que esta direcção quer passar cá para fora, porque, se formos a esmiuçar este mesmo R&C – como irei fazê-lo abaixo, de uma forma sucinta – veremos que o Sporting CP voltou ao seu estado normal ou seja, começo a convencer-me que, durante 5 anos – entre 2013 e 2018 -  o Sporting CP viveu um período anormal, onde tudo era feito às claras, dando tudo a conhecer aos sócios em sede própria - leia-se AG`s, - ao contrário de agora, no pós-2108 onde as contrariedades são mais que muitas, e basta estarmos um pouco atentos para percebemos tamanhas aberrações.

Para fundamentar o acima escrito, deixo-vos abaixo alguns exemplos, começando pela primeira “zalganhada”(em português quer dizer salganhada), diz o responsável pelo pelouro financeiro que, um dos "Highlights” (em português ponto alto) da época foi a maior venda da história do Sporting CP, no caso, do atleta Bruno Fernandes para o Manchester United, por €55 milhões de euros fixos + €25 milhões de euros em variáveis.



Continuo a dizer que, a maior venda da história do Sporting CP foi do João Mário para o Inter de Milão por €40 milhões de euros “limpinhos” ao contrário do Bruno Fernandes que, como bem sabemos o Sporting por altura da sua venda encaixou no imediato um valor de €29,225 milhões de euros dos €55 milhões de euros fixos.

Explico; €5,5 milhões euros foram para intermediários (10%); €1,375 milhões de euros para o mecanismo de solidariedade após divisão de custos com o Manchester United (5%); €4,65 milhões de euros para a Sampdória fruto dos 10% da mais-valia após venda de €8,5 milhões em 2017, e €14,25 milhões de euros que foram para a banca devido a 30% da mais-valia que a SAD teve no negócio.

Mas, voltando ás “zalganhadas”, e ainda com Bruno Fernandes como pano de fundo, consigo ler o seguinte no mesmo parágrafo:

Página #7 do R&C

…”a Sporting SAD chegou a acordo com o Manchester para a venda dos direitos económicos  e desportivos do Bruno Fernandes pelo montante de €80 milhões de euros (€55 milhões de euros fixos e €25 milhões variáveis)…

… “já tinha sido cumprido um dos objectivos variáveis relacionados com a performance do Manchester United FC, pelo que a Sporting SAD garantiu cerca de €3 milhões de euros adicionais, elevando o valor de venda para 58 milhões de euros”…

Depois e logo no parágrafo/ponto seguinte leio o seguinte:

Página #9 do R&C

…” É uma época marcada pela venda do médio mais goleador de sempre da Europa, que permitiu ao Clube bater o recorde na venda de um jogador (Bruno Fernandes 55 milhões de euros + 15 milhões de euros)”….

Perante as informações acima retiradas do R&C, pergunto, o Bruno Fernandes foi vendido por:

- €80 milhões (€55 milhões + €25 milhões)

- €58 milhões

- Ou

- €55 milhões + €15 milhões (€70 milhões)

Outra das “zalganhadas” que reparei neste R&C foi o aumento exponencial do número médio de colaboradores, onde no período compreendido, de 30 de Junho 2018 a 30 de Junho de 2020, o acréscimo foi de 83 colaboradores!



Querem ver que os elementos do apelidado e já famoso “Exercito do Nojo” que tanto proliferam pelas redes sociais, onde a única coisa que sabem fazer é criar perfis falsos atrás de perfis falsos, com o único objectivo de enxovalhar os sócios e adeptos do Sporting CP (já para não falar na ex-direcção e em concreto no ex-Presidente) que não se revêem nesta direcção, estão nesta rubrica e não sabemos!?

E o que dizer do aumento da remuneração média mensal do CA?

Não foi amplamente divulgado que, e olhando ao contexto pandémico, a remuneração dos elementos que compõem a direcção do Sporting iria ser reduzida? Conforme poderão ver no mapa que aqui coloco, no período compreendido, de 30 de Junho 2018 a 30 de Junho de 2020 ao contrário do que se disse e escreveu, em vez de reduzirem, aumentaram e logo em cerca de 18%!



Ficamos também saber que, o Sporting e SC Braga anunciaram que chegaram a acordo para a regularização do pagamento do montante envolvido na mudança do treinador Ruben Amorim.

Ficamos ainda a saber que, num negócio fechado por €10 milhões de euros, (o que por si só já era vergonhoso) acabou nos €12,100 milhões de euros, ou seja um acréscimo de €2,100 milhões de euros, e semanas e semanas de chacota publica, e onde voltamos a ter a fama de caloteiros, maus pagadores, etc, etc.

Alguém ainda duvida que esta direcção no que toca a competência é zero!!!


Para concluir, peço aos Sportinguistas, e este meu pedido é para aqueles que se preocupam realmente com o clube, o seguinte. Façam um pequeno exercício e meditem um pouco sobre o que tem sido a gestão do nosso clube nos últimos dois anos!

Pensem bem no caminho que esta direcção está a dar ao Sporting, um clube gerido por um presidente que, não dá a cara aos sócios, não diz nada aos sócios, e é incapaz de falar o quer que seja sobre estes resultados vergonhosos, quer sejam eles desportivos e/ou financeiros relativos à época 2019/2020.

Um forte abraço a todos!

O Sporting Somos Nós!



Marco Freitas

10/09/2020


296 visualizações5 comentários

Posts recentes

Ver tudo

5 Σχόλια


campos1942
campos1942
15 Σεπ 2020

O QUE ESTES INCOMPETENTES ,TRAFULHAS QUEREM É TACHO

Μου αρέσει

Rui Sá Pereira
Rui Sá Pereira
12 Σεπ 2020

Já ta mais que pensado e toda a gente tem essa consciencia, ate mesmo os tais 71%, o problema é como agir, o que fazer.

Μου αρέσει

Pedro Chaves
Pedro Chaves
11 Σεπ 2020

Obrigado por mais um comentário, bem ilustrativo do desnorte, incompetência e vigarice desta “ direcção “.

Já não existem palavras , para classificar a actuação desta corja.

Os actos de gestão danosa, são às pazadas.

Já se viu que a bem, realização de uma AG, não sairão. Também não se demitem.

Manifestações, com a actual pandemia , são practicamente inviáveis, embora , na minha modesta opinião, se posam realizar , mas com afluência reduzida.

Durante os jogos , não vai haver assistência, logo , não haverá contestação.

Estes bandidos , estão , como se diz, numa redoma.

Como tirá-los do poleiro, que usurparam?

Ficámos, por culpa própria , sem o melhor Presidente que o Nosso Clube teve, para levar com…


Μου αρέσει

henriquercv
henriquercv
10 Σεπ 2020

Amigo Marco há sócios e adeptos que têm o descaramento de dizerem que este "estriste" está a fazer um bom trabalho e nós é que queremos destabilizar o clube! Como é possível haver gente a apoiar esta anedota!!! SL

Μου αρέσει

Fernando Pereira
Fernando Pereira
10 Σεπ 2020

Como é possível este "presidente" dizer o que quer que seja, se a criatura não é capaz de alinhar duas frases seguidas, que sejam coerentes e façam sentido?

A um BURGESSO destes, era pedir muito para falar, ainda por cima, de um assunto em que não vê um BOI?!

Μου αρέσει
bottom of page