Buscar
  • Opinião com Assinatura

Marco Freitas 02/10/2020 - Frederico Varandas, a Laskar desde 2018



No passado dia 26 de Setembro, os sócios do Sporting deram uma prova da sua vitalidade - bem lá no fundo tinha esperanças que tal acontecesse - e chumbaram o Relatório e Contas de 2019/20 assim como o Orçamento de 2020/21 por quase 70% (faltou pouco para 71%) numa AG sem discussão dos pontos em sufrágio.

Foi o culminar de uma semana onde todos nós percebemos, o “truque” que estava por detrás deste R&C, e se o mesmo passasse, talvez ao dia de hoje, o Sporting Clube de Portugal já era, não era dos sócios!

Esta MAG pensou em tudo, e até a discussão do Relatório e Contas de 2019/20 e do Orçamento de 2020/21 ficou circunscrita ao envio de questões por email que seriam depois respondidas.

Não contavam era com uma adesão massiva dos sócios para, em sede própria defender o seu (nosso) grande amor, o SPORTING CLUBE DE PORTUGAL!



Mais, na vigência do actual Conselho Directivo, o elenco liderado por Frederico Varandas teve apenas uma votação mais expressiva entre todas as aprovações que conseguiu (sempre falando de clube, não de SAD), que foi, o Orçamento de 2018/19 que passou com 56% entre os 553 votantes e 3.021 votos em Dezembro de 2018 – com a curiosidade de ter aprovado com 82% o Relatório e Contas de 2017/18 ainda referente a Bruno de Carvalho; o Relatório e Contas de 2018/19 foi ratificado em Outubro de 2019 com 52,95% dos 1.352 sócios e 7.431 votos – com essa nuance de ter havido mais associados contra do que a favor, imperando o peso da antiguidade; e o Orçamento de 2019/20, aprovado por 69% no final de Junho de 2019 (com 60% dos sócios a favor).

Fazendo a ponte para a reunião de accionistas que se realizou no passado dia 29 de Setembro, irei mais abaixo colocar alguns pontos que foram debatidos/discutidos na mesma para que, de uma vez por todas, os sportinguistas percebam o caos em que se tornou a gestão do Sporting CP e em concreto da sua SAD.

Dir-me-ão, então mas se há tanta contestação como é que todos os pontos foram aprovados? É muito simples, como sabem o Sporting é dono de 63,955% da SAD, sendo o accionista maioritário. O Presidente do Sporting Clube de Portugal é Frederico Varandas, que por inerência também é presidente da SAD. Ora estão a ver o Frederico votar contra o Varandas?

Os pontos que abaixo falarei, e que foram debatidos pelo actual CA da Sporting SAD, leva-me a pensar que, a próxima direcção que for eleita – seja agora, seja em 2022 – terá um trabalho hercúleo para dar alguma sustentabilidade financeira ao futuro do clube senão reparem:

Foi confirmado por Salgado Zenha (e dito com a maior das naturalidades do Mundo) que, o protocolo do Wolverhampton  para aquisição dos direitos desportivos do craque chinês (que afinal é naturalizado espanhol) David Wang não passou de uma jogada financeira. Chamo a isto negócio simulado/encapotado, mas isto sou eu.

Ficamos também a saber que, as receitas directamente relacionadas com os direitos televisivos (vulgo contrato com a NOS) foi já antecipado até 2022, assim como o mais recente reforço leonino Bruno Tabata começará a ser pago em….2022!?

Calma vá não se assustem que ainda há mais.

No que ao tema Rafael Leão diz respeito, quando um accionista questionou qual o ponto de situação, a resposta dada foi; É um caso complicado dado que o jogador está a jogar em Itália!??

E o que dizer do andebolista Luís Frade que, como bem sabemos foi contratado pelo Barcelona ao Sporting por uma verba a rondar os €150,000.00 mil euros, foi oficializado no clube catalão a 17 de Julho de 2020, mas a verba da transacção consta do R&C que fechou a 30 de Junho de 2020….

Percebem a gravidade da situação? Não? Eu explico.

Um atleta quando negociado numa determinada época, a verba transaccionada tem que constar nesse mesmo exercício – no caso 2019/2020 – ora até aqui, está tudo certo. Aliás a questão com o Luís Frade é exemplo disso ou seja, o andebolista foi vendido por €150,000.00 mil euros, a verba consta do R&C relativo á época 2019/2020, ponto!

Não é menos verdade que, deviam como é normal, fazer uma nota explicativa sobre o negócio! Mas isso como diz o meu avô, são outros quinhentos.

O que me está a fazer espécie? Uma vez que, o jogador foi negociado em Junho de 2020, porquê que, a sua apresentação oficial pelo Barcelona foi feita somente na segunda quinzena de Julho?

O que quero que me esclareçam, assim como milhões de Sportinguistas? O seguinte;

» O Luís Frade foi pago em Junho de 2020, e só depois transferido?

» Ou o Luís Frade foi pago em Julho de 2020 por altura da sua transferência?

Se o segundo ponto é o correcto, porquê que o valor aparece no R&C de 2019/2020?

Podem explicar e/ou provar que não houve jogadas de bastidores?

Se não querem que pensemos coisas (nem que se coloque a vossa idoneidade em causa) que não aconteceram é muito simples, mostram documentos e o assunto fica fechado!

Outra questão que levantou duvidas, porquê que, quando foi disponibilizado aos sócios para consulta o orçamento para a época 2020/2021, não disponibilizaram a projeção real da execução orçamental?

Uma palavra para o CF&D, não é este órgão que devia fazer estas perguntas? Não é este órgão que devia e deve fazer diligências ao CD para que estes prestem os devidos esclarecimentos em relação aos documentos como é sua obrigação?

Ficam estas dúvidas, até porque tenho plena consciência que jamais serão esclarecidas, o que é pena até porque era uma forma destes actuais Órgãos Sociais darem uma outra imagem do que aquela que nós já temos sobre eles!

Não podia deixar de terminar esta minha crónica sem escrever algo sobre a humilhante derrota, repito humilhante derrota que sofremos ontem em Alvalade ás mãos dos austríacos do LASK Linz. Para os adeptos mais românticos (os do costume) dirão que, o Sporting fez uma exibição brilhante, que o árbitro esteve mal ao expulsar o Seba Coates, ou então como também ouvi; esta derrota até pode beneficiar o Sporting porque agora focar-se-á somente nas competições nacionais!!??

Malta, acordem caramba, acordem!!



A derrota de ontem só veio confirmar o que infelizmente irá acontecer esta época, e os sócios do Sporting que metam de uma vez por todas uma coisa na cabeça, estes actuais dirigentes estão a tornar o nosso Sporting num clube sem nada! Sem alma, sem paixão, sem esperança, já para não falar nos sonhos e/ou expectativas que estávamos a criar e que simplesmente nos arrancaram!!

P:S. Os rendimentos de todos os membros da Direcção já foram apresentados? Não se esqueçam que o Srº Drº prometeu que, se fosse eleito, todos os membros da sua Direcção iriam apresentar anualmente declarações de rendimento e de património!

Um forte abraço a todos!

O Sporting Somos Nós!

Marco Freitas

02/10/2020


278 visualizações4 comentários
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now