Buscar
  • Opinião com Assinatura

Luís Teves 25/11/2020 - ESPEREMOS SENTADOS!



No início do passado mês de Outubro, um grupo de sportinguistas entregou ao Dr. Rogério Alves um conjunto de petições, assinadas por mais de um milhar de sócios, visando a realização de várias AG extraordinárias com o objectivo de destituir os actuais Órgãos Sociais do clube. Uma das petições pretende a realização de uma assembleia-geral para dar aos sócios a possibilidade de se pronunciarem sobre a readmissão do Dr. Bruno de Carvalho e Dr. Alexandre Godinho, expulsos em 2018, como associados de plenos direitos.

Não obstante estar definido nos estatutos do clube um prazo de trinta dias para verificação da validade das assinaturas, os responsáveis por esta iniciativa concordaram conceder à MAG um prazo alargado de seis semanas, tendo em atenção a situação de pandemia em que vivemos. Sendo eu um dos signatários das referidas petições, e apesar de querer ver o Sporting livre desta gente o mais rápido possível, considero esta como sendo uma decisão equilibrada, sensata e demonstrativa da boa-fé de todos os subscritores.



Como é do conhecimento público, o referido prazo de seis semanas terminou no passado dia 20 de Novembro sem que o Dr. Rogério Alves se tenha pronunciado sobre as petições submetidas. Pior ainda, Rogério Alves nem se dignou a prestar qualquer justificação pelo incumprimento, por parte da MAG, do tempo limite acordado, o que me parece ser um mau presságio. Quem não tem qualquer intenção escondida nem o propósito de enganar, certamente não terá qualquer problema em esclarecer os motivos de um possível atraso ou até mesmo solicitar que o prazo seja dilatado mediante a apresentação de razões válidas e legítimas. Mas não foi isto que aconteceu. Mais uma vez os sócios do Sporting foram ignorados, menosprezados e desrespeitados por aquele que devia ser o seu máximo representante e o garante dos seus direitos. Confesso que estou indignado mas não surpreendido uma vez que o Dr. Rogério Alves já nos habituou aos seus tiques de ditador arrogante, cínico e descarado.



Apesar de tudo isto estou com uma enorme curiosidade para ver como Rogério Alves vai descalçar esta bota, por duas razões. Em primeiro lugar estou expectante no que respeita à petição que visa a destituição do PMAG. Será que o conceituado jurista vai arriscar a sua reputação e decidir em causa própria? Terá ele tanta falta de recato ao ponto de indeferir uma petição em que ele é o visado? Terá ele o atrevimento de agir como se fosse um juiz a decidir um caso em que ele próprio fosse o réu? Ou terá ele a modéstia e a decência para aceitar que sejam os sócios do clube a decidir?

Em segundo lugar estou ansioso por saber como irá o Dr. Rogério Alves abordar a temática referente à readmissão dos ex-dirigentes do Sporting expulsos em 2018. Os actuais Órgãos Sociais leoninos sustentam que a expulsão do ex-presidente, e de um ex-vice presidente, foi a consequência da sua violação dos estatutos do clube. Fico por isso, muito expectante para saber qual será a apreciação de um PMAG que infringe reiteradamente os mesmos estatutos. Todos sabemos que a invasão de Alcochete e o processo Cashball foram os principais factores na origem da suspensão, destituição e expulsão do Dr. Bruno de Carvalho. Conhecidos que são os desfechos destes dois casos em que o ex-presidente do Sporting foi total e completamente ilibado, acho ser razoável, e coerente, concluir que muitos dos que votaram na sua destituição e expulsão, influenciados pela seu hipotético envolvimento, teriam hoje uma opinião muito diferente e não teriam votado da mesma forma. Resta saber se o PMAG que frequentemente invoca a lógica, a congruência e a racionalidade irá praticar aquilo que tanto gosta de postular e dar aos sócios o poder de decisão nesta matéria.

O Dr. Rogério Alves pode procrastinar, ignorar, espernear e barafustar tanto quanto quiser mas o que é certo é que eventualmente vai ter de que fazer uma coisa que ele gosta pouco de fazer...”prestar contas” aos sócios. O problema que ele tem é que, felizmente, ainda existem muitos sportinguistas que não trocam democracia, carácter, justiça e verdade por conquistas no campo de futebol. Ainda há gente que não se vende por bilhetes grátis, por piscinas, por empregos e nem sequer por 3 milhões de euros. Estes são a pedra no sapato do PMAG e seus amigalhaços. Vamos esperar sentados, o tempo que for necessário.



Luís Teves

25/11/2020


366 visualizações9 comentários

Posts recentes

Ver tudo