Buscar
  • Opinião com Assinatura

Luís Teves 19/08/2020 - SPORTING: MANDAMOS NÓS, OU MANDAM ELES?



A Assembleia Geral para a aprovação do orçamento do Sporting Clube de Portugal deveria ter tido lugar no passado mês de Junho. O Dr. Rogério Alves invocou a situação da pandemia para não a convocar. Registe-se que no mesmo mês foi organizada no FC do Porto uma AG eleitoral (presencial) e no SL Benfica uma AG para apreciação do orçamento (também presencial). Sou, por isso, obrigado a concluir que o PMAG do Sporting não sabe organizar uma AG como as que foram efectuadas nos clubes rivais ou então simplesmente não o quis fazer.  



Correm na comunicação social informações que o Dr. Rogério Alves pretende convocar uma AG extraordinária para debater e votar a proposta do I-Voting, adiantando que pretende a sua realização a 3 ou 5 de Setembro. Diz-se que o habilidoso PMAG pretende efectuar a AG para o I-Voting ainda antes da AG do Orçamento que estatutariamente já devia ter ocorrido em Junho. A ser verdade será uma monstruosa falta de ética, mas decerto que o Dr. Rogério Alves justificará esta medida como uma forma de democratização do clube, proporcionando aos sócios a possibilidade de votar remotamente já para a AG do orçamento. Este tipo de atitude não é mais do que malabarismo barato, destinado a enganar os mais incautos. Fazer a AG do I-Voting antes da AG do Orçamento nada tem a ver com os sócios porque se tivesse, a data de 3 de Setembro, uma Quinta-feira, nunca estaria em cima da mesa. Agendar a AG do I-Voting em primeiro lugar apenas demonstrará ao que esta gente veio. Entraram no Sporting como cães raivosos e famintos, cravaram os seus dentes na carne e no osso e não o vão largar de maneira nenhuma.



Paralelamente, estão a ser organizadas várias iniciativas de protesto, destinadas a demonstrar o descontentamento dos sócios e adeptos, e a pressionar os Órgãos Sociais a apresentarem a sua demissão. Vários Núcleos já emitiram comunicados nas redes sociais a atestar a sua oposição ao CD e à MAG. Alguns sócios mais conhecidos, quebraram o seu silêncio e tornaram pública a sua insatisfação e desagrado com a gestão de Frederico Varandas. Até alguns vira-casacas já se estão a despir para virar a casaquinha ao contrário outra vez. Aviões já sobrevoaram a costa do Algarve levando aos céus a mensagem #AcordaSporting. Está planeada uma manifestação para hoje; primeiro junto aos escritórios do Dr. Rogério Alves e depois na Rotunda do Leão. Espero que a aderência a esta manifestação seja tão grande ou maior do que nas duas anteriores. O que gostaria é que fosse diferente e que não se parecesse com uma romaria com gente a entoar cânticos de “E oh Varandas…” ou “Sporting Allez…”. Está mais que provado que isto não vai a lado nenhum com cantigas e o que estes golpistas precisam é de ouvir palavras de ordem, gritos de revolta e exigências de demissão para perceberem que estão a mais no Sporting Clube de Portugal. Temos que lhes mostrar que o clube pertence aos sócios e que são os sócios que mandam no clube.


Tudo na vida resulta das escolhas que nós fazemos. No Sporting não é diferente. Enquanto eu, pessoalmente, apoio estas iniciativas e tudo farei para ajudar a devolver o Sporting aos sócios entristece-me reconhecer que chegámos a esta situação porque os sportinguistas não decidiram bem ou simplesmente não quiseram decidir. Estamos a caminhar para o abismo porque os sócios viraram as costas ao ex-presidente e decidiram apoiar jogadores que não respeitaram o clube. Chegamos aqui porque os sportinguistas não se opuseram às manobras ilegais do ex-presidente da AG. Chegámos a este ponto porque os sportinguistas aceitaram participar, e votar, em Assembleias Gerais com boletins de voto codificados. Estamos aqui porque os associados do clube aceitaram que o PMAG não respeitasse os estatutos do clube. Estamos aqui porque os sportinguistas aceitaram ser humilhados e obrigados a descalçar os sapatos antes de entrar no estádio. Estamos neste ponto porque os adeptos e sócios decidiram abandonar manifestações logo que soa o apito para o começo do jogo da bola. O Sporting está na lama porque nós aceitamos e participamos em AG’s que decorrem ilegalmente quando seria o nosso dever provocar a interrupção das mesmas e impedir que continuassem. Estamos aqui porque aceitamos que as votações sejam efectuadas antes e durante a discussão dos assuntos em apreciação. Estamos aqui porque aceitamos um sistema arcaico onde os velhos do Restelo tem dez ou vinte vezes o número de votos do sócio comum. Estamos aqui porque aceitamos que seja utilizado dinheiro do clube para transportar sócios em carrinhas para as AGs para votarem a favor das propostas destes ditadores. Chegamos a este ponto porque nada fizemos para impedir esta caminhada em direcção ao precipício. Nada fizemos porque somos ingénuos, acomodados, inertes e preguiçosos.


Esta é mais uma altura em que o Sporting chega a uma encruzilhada decisiva na sua história e cabe de novo aos sócios decidir o que querem para o clube e quem querem na liderança. O dia de amanhã vai depender daquilo que decidirmos hoje. Vamos continuar a permitir que as pessoas que nos têm mentido e enganado ao longo dos últimos dois anos continuem a fazê-lo? Vamos deixar que nos roubem o clube? Vamos continuar neste estado de hipnose profunda? Ou vamos acordar de uma vez por todas, resgatar o nosso clube, e por esta gente no olho da rua?


#AcordaSporting.



Luís Teves

19/08/2020


497 visualizações15 comentários
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now