Buscar
  • Opinião com Assinatura

Luís Paulo Rodrigues 24/09/2020 - Um enorme desprezo pelos sócios



Os dirigentes que temos a infelicidade de aturar no Sporting Clube de Portugal revelam um enorme desprezo pelos sócios, algo que nunca vi no nosso clube, nem em qualquer outro clube português. Nem mesmo o célebre Vale e Azevedo terá sido tão nocivo para o Benfica e desprezado tanto os seus associados.


Terem feito a renumeração dos associados leoninos em julho passado sem terem acautelado a entrega atempada dos novos cartões de sócio, sem qualquer explicação válida, sem um simples pedido de desculpas aos sócios que pagam todos os meses a sua quota, muitas vezes com grandes sacrifícios, revela uma incompetência nunca vista, mas também uma arrogância gigantesca, devendo fazer parte da cartilha de destruição do nosso clube.


Para esta gente, os sócios são um fardo, uma "escumalha", como eles até ousaram definir, assim como as assembleias gerais são fardos ainda piores, uma estravagância da democracia que só serve para perder tempo em debates, pois permitem que a escumalha tenha voz e possa pôr em causa o serviço destes nobres falidos.


Para esta gente, a Covid-19 deve ter vindo a calhar, para afastar a escumalha das bancadas de Alvalade, e assim garantir a paz social necessária para prosseguir o abate de uma instituição centenária, com um trabalho notável e influência decisiva no desenvolvimento do desporto português.


No próximo sábado, 26 de setembro, há uma assembleia geral importante para o futuro imediato do SCP e os sócios continuam sem o novo cartão, passados dois meses sobre a renumeração.


Não tenho dúvidas que Rogério Alves e Frederico Varandas estão a adorar a Covid-19 e ficam borrados de medo quando alguém do Ministério da Saúde fala na possibilidade de o vírus ser dominado em breve por alguma vacina.


Com a Covid-19 Rogério e Varandas, autênticos coveiros do sportinguismo e da democracia interna, têm o biombo perfeito que lhes permite gozar com os sócios, fazendo o que querem, longe dos holofotes de uma imprensa amestrada, afundando o nosso clube para um buraco que parece não ter fundo.


A Covid-19 tem, de facto, as costas muito largas, servindo para justificar todos os erros e todas as trapalhadas que têm envolvido o Sporting Clube de Portugal. E para gáudio deles, a parceria com o vírus parece ser de longa duração, uma vez que o coronavírus promete continuar a infetar o povo por muito tempo.


Mas os sportinguistas do coração sabem proteger-se com a máscara e o distanciamento social e não têm medo do vírus. É por isso que, neste sábado, estarão em massa na Assembleia Geral, votando contra a contabilidade criativa apresentada pela Direção.


Luís Paulo Rodrigues

24/09/2020


381 visualizações3 comentários
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now