Buscar
  • Opinião com Assinatura

Inês Simões 19/05/2020 - Recomeçar

Estamos de regresso à “normalidade” após quase dois meses de confinamento e estado de emergência. 

Nunca pensei de facto viver isto, pensei talvez numa catástrofe natural tendo em conta o que o nosso Planeta sofre nas mãos dos humanos no entanto não estava à espera de um Covid. 


Estamos já a recomeçar muita coisa como alguns negócios e a abertura da maior parte do comércio mas não é disso que vos quero falar hoje. 


Como sócia e adepta do Sporting (uau surpresa) quero falar-vos de como recomeçou o meu amor pelo Sporting, sim porque tivemos durante um tempo de costas voltadas. 


E para vos contar isto tenho que começar pelo principio. 


Desde miúda que ia com o meu pai aos jogos do SCP e sempre afirmei cheia de orgulho que era do Sporting a todos os meus colegas de escola, mesmo sabendo que ia ouvir as bocas estúpidas do não sermos campeões. Sempre a mesma conversa. 


Durante a faculdade (sou licenciada em psicologia) fui perdendo aquela motivação e chama, que me fazia ir aos jogos e vir ensonada no dia seguinte para as aulas matinais. 


Senti que não era a mesma coisa, não sofria com as derrotas como dantes, não sentia aquela vontade de gritar nos jogos até quase me saírem os pulmões, não vibrava tanto com as vitórias, não era a mesma coisa como quando era miúda… até que apareceu Bruno de Carvalho. 


E aí recomecei. Recomecei a ir aos jogos de futebol dos rapazes, a ir ver outras modalidades (que nunca tinha ido), a interessar-me pelo clube como um todo, a vibrar com os jogos, a ir vestida a rigor para cada jogo e a gritar até que a alma me doa. Isto para mim foi uma inovação e como Steve Jobs tão bem dizia : “Inovação distingue o líder de um seguidor”. 


O meu amor pelo Sporting Clube de Portugal recomeçou com Bruno de Carvalho. Sempre disse isto e sempre fui muito criticada por o fazer mas continuei a dizê-lo à mesma. 

Como sou mulher sempre estive habituada às criticas mas também estou habituada a saber lidar com elas e a fazer disso pontos de força em vez de desistência ou silêncio. 


Depois do que aconteceu (e não vale a pena voltar a falar do mesmo) senti que o meu clube e o Presidente precisavam de mim, do meu trabalho e do meu empenho. 


Conheço muitos amigos e colegas actores que também recomeçaram o seu amor pelo Sporting com Bruno de Carvalho mas que fugiram com o rabo à seringa quando foi altura de o apoiar e de estar ali. De confiar e de acreditar. Quando era para aceitar convites para ir aos jogos ou até tirar fotos com o presidente lá estavam eles sempre prontos a dizer “ Viva o Presidente” mas quando foi realmente preciso o seu genuíno apoio onde estavam? A apagar as fotos das redes sociais e no silêncio. 

Se isto não diz muito do seu carácter das pessoas não sei o que diz. 


Sempre acreditei, sempre confiei. E porquê? A comunicação social sempre me perguntou porquê, muitos dos meus amigos também, os meus pais nunca. Também acreditavam como eu, o ADN nestas coisas fala sempre mais alto. 

A diferença entre o impossível e possível reside na determinação da pessoa. E a determinação é impossível de fingir, ou tens ou não tens. E Bruno sempre a teve. 

Sempre acreditei na sua inocência e sempre o disse, mesmo levando com mentiras fomentadas por determinados meios de comunicação a tentarem atrapalhar a minha vida pessoal e profissional. 

O meu amor pelo Sporting recomeçou com Bruno de Carvalho e serei sempre grata por isso. 


Obrigada!



Inês Simões

19/05/2020


0 visualização
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now