Buscar
  • Opinião com Assinatura

Afonso Pinto Coelho 24/12/2020 - NATAL VERDE



O Ano de 2020 está quase no final, mas seguramente para o mundo e para a esmagadora maioria das pessoas não será seguramente um ano de boas memórias pela pandemia que enfrentamos e pelas consequências actuais e futuras, em função do cenário de incerteza que que está a influenciar as nossas vidas nos mais variados aspectos.


Neste ano absolutamente anormal, alegra-nos o facto de o Sporting ir passar o Natal em primeiro lugar isolado da tabela classificativa da Liga NOS, bem como ser líder isolado no Campeonato Nacional da 1ª Divisão de Hóquei em Patins e na Zona Sul da Liga BPI (Futebol Feminino), ter sido vencedor da 1ª Fase (Zona Sul) do Campeonato Nacional de Hóquei em Patins Feminino, e ainda líder das Ligas Placard de Futsal e Basquetebol ainda que em igualdade pontual com outra equipa em cada uma das respectivas Ligas. Espero sinceramente que estas posições nas respectivas tabelas classificativas se mantenham e que isso corresponda à conquista de títulos no final da época desportiva, não somente nestes casos em particular, mas também de todas equipas que estejam a representar o clube em todas as competições, e que por via disso se permita consolidar o Sporting Clube de Portugal como maior potência desportiva nacional, na medida em que foi para isso que o clube foi fundado. Importa desta forma fazer uma análise do que foi o ano desportivo 2020 e projectar 2021. No capitulo das noticias positivas no que concerne aos títulos colectivos mais relevantes em 2020 e sem menosprezo pelas restantes modalidades, podemos considerar o titulo de Campeão Nacional de Futebol de Praia Masculino 2020, a vitória na Taça de Portugal de Basquetebol Masculino 2019/2020, o titulo de Campeão Nacional de Ténis de Mesa Masculino 2019/2020, a vitória na Supertaça Masculina (José Manuel Amaro) em Ténis de Mesa 2020, a vitória na Taça de Portugal Masculina de Ténis de Mesa 2019/2020, o titulo de Campeão Nacional Feminino de Rugby e os 3 títulos de Campeão Nacional de Clubes de Atletismo Feminino (Pista ao ar livre, Pista coberta e Estrada). Existe ainda uma probabilidade bastante elevada na conquista da Taça de Portugal de Futsal Masculino 2019/2020 até final do ano, na medida em que os jogos das ½ finais e final se disputarão nos próximos dias 27 e 29, respectivamente.


Ainda no panorama nacional (como factos menos positivos) no que se refere a 2020, temos: Futebol Sénior Masculino (4º lugar na Liga NOS 2019/2020) e não qualificação (directa) para a fase de Grupos da Liga Europa, eliminação nas ½ finais da Taça da Liga 2019/2020, eliminação nos 1/32 final da Taça de Portugal 2019/2020, não qualificação para a disputa da Supertaça 2020, quer por via da Liga e/ou por via da Taça de Portugal; Futebol Masculino (Sub-23): não qualificação para a fase do “Grupo do Titulo” da Liga Revelação 2020/2021; Futebol Feminino: eliminação na 1ª fase da Taça da Liga 2019/2020 cuja final se vai disputar em 6/1/2021 e eliminação nos 1/8 final da Taça de Portugal 2019/2020 cuja final se vai disputar em 13/1/2021; Ciclismo: Fim da Equipa Profissional após 4 épocas/anos de actividade nacional/internacional (2016/2019); Atletismo Masculino: Perda do titulo de Campeão Nacional de Clubes de Estrada conquistado na época anterior e não conquista dos títulos de Campeão Nacional de Clubes de Pista ao Ar Livre e Pista Coberta, sendo que nas 3 competições referidas o Sporting ficou na 2ª posição em todas elas; Futsal Masculino: Finalista vencido da Taça da Liga 2019/2020; Futsal Feminino: eliminação nos ¼ final da Taça de Portugal 2019/2020; Voleibol Masculino: eliminação nas ½ finais da Supertaça Masculina 2020; Voleibol Feminino: eliminação nos ¼ final da Taça de Portugal 2019/2020 e não qualificação para a Supertaça 2020; Basquetebol: eliminação nas ½ finais da Taça Hugo dos Santos 2019/2020; Hóquei em Patins: Finalista vencido na Taça 1947 da época 2020/2021 (1ª Edição);


Por ultimo (em provas nacionais a eliminar referentes à época 2020/2021 e já a decorrer), a equipa de Futebol Sénior Masculina encontra-se qualificada para a Final 4 da Taça da Liga 2020/2021 a disputar em 2021 e qualificada para os 1/8 final da Taça de Portugal 2020/2021 a disputar em 2021. Por outro lado, o Basquetebol Masculino está qualificado para os 1/8 final da Taça de Portugal 2020/2021, o Hóquei em Patins Masculino está qualificado para os 1/16 final da Taça de Portugal 2020/2021, o Hóquei em Patins Feminino está qualificado para os 1/8 final da Taça de Portugal Feminina 2020/2021 e o Andebol Masculino está qualificado para os 1/8 final da Taça de Portugal 2020/2021, sendo que todas estas provas irão prosseguir a partir do próximo mês de Janeiro. No entanto, o ano de 2020 no concerne à afirmação do Sporting no panorama desportivo internacional não deixa grandes saudades, pois não se conseguiu conquistar nenhum titulo internacional: eliminação da equipa de futebol masculina dos 1/16 da edição da Liga Europa 2019/2020 e no play-off de acesso à fase de grupos da Liga Europa 2020/2021, eliminação da equipa de andebol masculina no play-off de acesso aos 1/8 final da Champions League 2019/2020, eliminação da equipa de Hóquei em Patins masculina na fase de grupo da Champions League Masculina 2019/2020 e não qualificação para os ¼ final da competição (entretanto cancelada) para defender o titulo conquistado na época anterior, eliminação da equipa de Futsal Masculino na fase de grupos e não qualificação para a Final 4 da UEFA Futsal Champions League 2019/2020 para defender o titulo conquistado na época anterior, eliminação da equipa de ténis de mesa masculina nos ¼ final da edição da Champions League 2020/2021, eliminação da equipa de voleibol masculina nos 1/8 final da Challenge Cup 2020/2021, eliminação da equipa de futebol de praia masculina nos 1/8 final da Euro Winners Cup 2020, eliminação da equipa de Basquetebol Masculina na fase de qualificação para a Champions Legue 2020/2021 e finalista vencido na Taça Ibérica de Rugby Feminino 2020, perdendo em casa o titulo conquistado fora na época anterior. As equipas de Futebol Feminino, Voleibol Feminino e Ténis de Mesa Feminino não asseguraram o direito desportivo para participar nas respectivas competições europeias em 2020/2021 e o clube abdicou da participação da equipa de Hóquei em Patins feminino da Liga Europeia (entretanto suspensa até final do presente ano), depois de a mesma equipa ter assegurado o direito desportivo de participar na referida competição. O cancelamento da edição 2019/2020 da Liga Europeia Masculina de Hóquei em Patins originou que o Sporting ainda seja o Campeão Europeu em titulo por via do titulo conquistado na época desportiva de 2018/2019, sendo que a edição 2020/2021 da prova se encontra suspensa até final do ano. Além disso, a equipa de andebol masculina do Sporting encontra-se neste momento a disputar a fase de grupos da edição da EHF European League 2020/2021 depois de não ter assegurado o direito desportivo para participar na Champions League 2020/2021 e a equipa masculina de Futsal vai iniciar a participação (1/16 final) no próximo mês de Janeiro na UEFA Champions League 2020/2021.


Em conclusão, e mesmo considerando a interrupção de diversas provas desportivas (e a consequente não atribuição de títulos) por via da pandemia, parece-me que ano desportivo 2020 foi bastante pobre em termos de sucesso desportivo (títulos), mais que não seja pelas inúmeras eliminações que já referi, sendo que nas competições colectivas em análise apenas foram conquistados 9 títulos nacionais (Ténis de Mesa-3, Atletismo-3, Futebol de Praia-1,Basquetebol-1, Rugby-1, Futebol de Praia-1) e nenhum titulo internacional foi conquistado, sendo que os títulos nacionais poderão ser 10 em caso de conquista da Taça de Portugal de Futsal Masculino referente à época 2019/2020. Considerando que a época do futebol sénior masculino 2019/2020 foi um autêntico fracasso que não honra a história do clube e tem explicações próprias que já foram abordadas em outras análises que já fiz neste espaço de opinião, o insucesso desportivo nas modalidades resulta do progressivo desinvestimento pré-Covid que tendo sido feito em diferentes modalidades e da falta de liderança e estratégia do actual Conselho Directivo relativamente às mesmas, sendo que a pandemia do Covid-19 não pode servir de desculpa para o insucesso desportivo, pois é uma variável contextual que condiciona todos os clubes. Faço votos que o ano possa encerrar da melhor forma com a conquista da Taça de Portugal Masculina de Futsal e que isso seja o prenúncio de um ano de 2021 cheio de títulos no final das competições das mais diversas modalidades, e que seja a “materialização” da actual liderança de várias equipas do Sporting Clube de Portugal em várias competições nacionais de diferentes modalidades neste “Natal Verde 2020”.


Votos de Bom Natal e Feliz Ano Novo para todos!


Saudações Leoninas!



Afonso Pinto Coelho

24/12/2020


226 visualizações8 comentários
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now