Buscar
  • Opinião com Assinatura

Afonso Pinto Coelho 16/09/2020 - O COMUNICADO DO ANÚNCIO DA CONVOCATÓRIA



Os sócios do Sporting Clube de Portugal foram confrontados na passada segunda-feira, 14 de Setembro com um comunicado oficial do do clube a informar “que a próxima Assembleia-Geral está prevista para o próximo dia 26 de Setembro”. Nesse mesmo comunicado também é referido que “Esta AG será exclusivamente para votação de Orçamento e Contas. Todos os outros temas, estruturais para o futuro da instituição, serão debatidos quando for possível garantir em segurança a presença de todos os Sócios do Sporting CP que desejam participar activamente na vida do Clube.”



Este comunicado sugere várias interpretações e através delas várias reflexões. Primeiro que tudo, importa questionar o porquê de um comunicado oficial sobre a referida Assembleia-Geral a três dias da publicação da convocatória dessa mesma Assembleia-Geral, na medida em que tudo o que é referido no comunicado da passada segunda-feira poderia estar incluído de forma mais objectiva e assertiva na convocatória da Assembleia-Geral passados 3 dias depois. Relativamente à ordem de trabalhos dessa mesma Assembleia-Geral, o comunicado oficial em questão não é suficientemente esclarecedor, na medida em que fala em “orçamento e contas”.


Penso que fazer um comunicado oficial a falar em “orçamento e contas” e não explicitar que se trata do Orçamento para o exercício económico 2020/2021 e (eventualmente) do Relatório & Contas (e não contas!) relativamente ao exercício económico 2019/2020 é mais uma prova da forma amadora, negligente e pouco assertiva como este Conselho Directivo comunica com os sócios e com o público em geral.


Como foi referido em anteriores publicações minhas neste espaço de opinião, o orçamento do exercício 2020/2021 está disponível para consulta no Serviço de Atendimento aos sócios desde o dia 22 de Junho, sem que o documento em causa inclua qualquer projecção relativamente à execução orçamental do exercício económico 2019/2020. Penso que é uma desconsideração para os sócios colocar um documento para análise dos mesmos, sem que os sócios tenham um elemento de comparação minimamente realista, na medida em que o Orçamento “per si” 2019/2020 não pode servir de meio de comparação, pois no ultimo trimestre do exercício económico 2019/2020 tivemos o efeito atípico da pandemia do Covid-19 que seguramente teve um impacto significativo ao nível dos rendimentos e dos gastos, mais que não seja pela aplicação do regime de “lay-off” relativamente a funcionários, atletas e treinadores que seguramente não estava previsto no momento da elaboração do Orçamento 2019/2020.


Desta forma, quero acreditar que quando o comunicado oficial da passada segunda-feira fala em “contas”, se esteja a referir ao Relatório & Contas 2019/2020, pois isso significaria que este ponto estaria incluído na ordem de trabalhos da próxima Assembleia-Geral, o que iria permitir aos sócios do Sporting Clube de Portugal poderem consultar este documento a partir da próxima sexta-feira (8 dias anteriores à Assembleia-Geral) no Serviço de Atendimento aos sócios, e desta forma terem um elemento válido (real) de comparação para analisarem o Orçamento 2020/2021.


Na minha opinião, se o Conselho Directivo colocar à apreciação e votação dos sócios no próximo dia 26 de Setembro o Orçamento 2020/2021, sem que os mesmos tenham acesso em tempo útil à projecção da execução orçamental (próxima do real) do exercício 2019/2020 como deveria ter sido disponibilizada a partir do passado dia 22 de Junho ou em alternativa ao Relatório & Contas (real) 2019/2020 por via da inclusão deste ponto na ordem de trabalhos na próxima Assembleia-Geral, será um exercício de profunda desonestidade intelectual que me recuso a acreditar e um atentado à inteligência dos sócios que me recuso a aceitar.


Relativamente às condições de funcionamento da próxima Assembleia-Geral, não existe nenhuma razão objectiva para que não exista discussão e debate na mesma, desde que sejam respeitadas “todas as directrizes das autoridades de Saúde”, conforme aliás refere o mesmo comunicado oficial. Recordo que foi o actual Presidente da Mesa da Assembleia-Geral que decidiu que as ultimas 4 Assembleias Gerais tivessem por base um modelo de votação em que os sócios pudessem entrar no local da realização da Assembleia-Geral, votar de imediato e sair de seguida logo após a votação, modelo esse que tornou a discussão e o debate opcional para os sócios.


Mais, como é do conhecimento público vários outros clubes e associações realizaram nos últimos tempos Assembleias Gerais (em recintos fechados ou ao ar livre) com discussão e debate dos pontos incluídos nas Convocatórias Oficiais com a presença física dos respectivos associados que entenderam estar presentes. Por ultimo, relembro que têm sido autorizada nos últimos tempos a realização de espectáculos musicais e tauromáquicos com a presença significativa de público em permanência durante várias horas (em recintos fechados ou ao ar livre) na Área Metropolitana de Lisboa.

Conforme refere o Comunicado Oficial, a “convocatória será publicada no próximo dia 17", pelo que vamos esperar pelo dia de amanhã para ver o que nos reserva a mesma.


Saudações Leoninas!



Afonso Pinto Coelho

16/09/2020



754 visualizações13 comentários
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now